Conceito Fotospot

Fotospot: Fine Art | Select | Decor 2


“Somos apaixonados por fotografia! Trabalhamos para oferecer aos nossos clientes uma incomparável coleção de imagens, em diversos tamanhos e tipos de acabamento.”

O conceito

A paixão dos fotógrafos Cássio Vasconcellos, Lucas Lenci e André Andrade pela fotografia motivou a fundação da FOTOSPOT, uma empresa que possui em sua essência o desejo de valorizar e perpetuar a arte fotográfica e assim despertar nas pessoas essa mesma paixão.

A FOTOSPOT vende fotografias impressas em diversos formatos e tamanhos, permitindo que diferentes públicos com diferentes necessidades tenham acesso à arte fotográfica.

Os mais diversos estilos de fotografias provando uma nova experiência de apreciação.

FOTOSPOT, onde a fotografia está.

Linha Fine Art
Fotografias autorais com tiragens limitadas, numeradas e assinadas por grandes nomes da fotografia contemporânea.

Linha Select
Trabalhos autorais de novos fotógrafos, selecionados pelos curadores da FOTOSPOT.

Linha Decor
Coleção de fotografias organizadas pela FOTOSPOT para atender novos apreciadores da arte fotográfica.

Estamos disponíveis para te ajudar a encontrar soluções para o seu ambiente. Envie seu briefing.


Fotografia é aqui.

Fotografia aérea, parte do acervo Fotospot | Select
Fotografia aérea de árvores, parte do acervo Fotospot | Decor

Antes da Fotospot, as opções para adquirir um print eram duas: ir a uma galeria ou comprar um pôster. Na galeria tradicional, as obras possuem uma tiragem muito pequena, geralmente inferior a sete cópias, fazendo com que os preços sejam elevados. Já os pôsteres não atendem aos apreciadores de arte, que prezam pela qualidade, e muito menos aos colecionadores, que adquirem arte como investimento.

A Fotospot oferece a qualidade da galeria tradicional e obras dentro de uma tiragem que permite reduzir o preço de cada print, tornando acessível a um número maior de pessoas em diferentes linhas: Fine Art e Decor.

As fotografias vendidas na Fotospot são fine art?

As da linha Fine Art sim. Embora não haja um consenso sobre o que seja arte, existe uma série de fatores que justificam uma fotografia ser considerada arte, ou, mais especificamente, uma fotografia fine art. E todos eles são considerados importantíssimos pela Fotospot.

Lembrando que o que é belo para um, pode não ser para outro, e também que apenas qualidade do suporte e da impressão não devem ser os únicos fatores que definem uma fotografia como fine art, podemos dizer que fotografia fine art é a obra resultado de um trabalho estruturado por seu autor e decorrente de pesquisa e apuro (tanto de execução quanto de materiais para suporte), oferecida ao público interessado por um preço justificado pelo currículo e carreira.

De fato, não é possível dizer que uma foto é fine art se não houver intenção técnica, estética e discursiva definida – chamando atenção ou promovendo um recorte ou quebra do cotidiano/contexto de quem vê – e se não houver apuro técnico e estético. Além disto, é preciso levar em conta a trajetória profissional do fotógrafo e o contexto da fotografia em relação a contextos históricos, sociais e econômicos.

E, apesar da impressão ser nunca o único fator definidor de que uma imagem é fine art, a preocupação (ou, novamente, o apuro) com a impressão e suporte também ajudam a uma fotografia ser percebida e aceita como tal.

Na Fotospot, o apuro e qualidade técnica e estética fazem parte do processo inteiro, nas duas linhas: da curadoria das fotos, ao processo de impressão, suporte e embalagem, em qualquer uma das linhas. Mas – visto que defendemos que fine art demanda intenção técnica, estética e discursiva definida – a rigor, apenas as fotografias da linha Fine Art podem ser consideradas como tal.

A edição limitada

É o número máximo de cópias em que a obra é apresentada, dentro do formato pedido.

O fato de a obra estar dentro de uma edição limitada significa que a Fotospot e o autor da foto se comprometem a não imprimir um número superior de cópias ao indicado na obra. Isso porque cada obra possui prints intitulados “provas do artista“, que – como o próprio nome indica – servem para o controle de qualidade. Fora isso, você terá segurança total de que não há no mercado um número além do indicado da obra adquirida.

Isso tudo exerce um papel importante no valor da obra ao longo do tempo e fortalece seu investimento: a edição passa a ter um limite claro, deixando de ser uma edição limitada, que normalmente tem valor inferior no mercado.

Processos e material:

O processo de impressão e a busca de excelência em cada print são supervisionados por profissionais com mais de 30 anos de experiência no ramo de ampliações fotográficas.

Todo o material em contato com a obra – fita adesiva da montagem, certificado e até mesmo o plástico que envolve as obras na embalagem – é feito com PH neutro. Quanto à madeira usada em nossas molduras, é certificada e não traz danos ao meio ambiente.

A montagem está dentro dos padrões máximos de conservação e garante proteção à obra – desde que haja preocupação por parte do proprietário na preservação e manutenção do ambiente em que ela será exposta.